Saiu na Mídia

SDE
Nova Ceasa vai fortalecer economia baiana e garantir benefícios sociais à comunidade do entorno

Com ampliação, requalificação, novos acessos e ações socioambientais, o novo Centro de Abastecimento da Bahia – Ceasa vai ampliar a capacidade de venda e abastecimento da Região Metropolitana de Salvador (RMS), aumentando também a geração de emprego e renda dos baianos. Em 2019, a comercialização de hortifrutigranjeiros no local movimentou R$ 1,2 bilhão, equivalente a 5,7% de toda a venda desta produção agrícola no estado. Do total de itens ofertados na unidade, 75% é de origem baiana.
Links:
Tribuna da Bahia

Defesa Agência de Notícias

Bomba Bomba

Alô Alô Bahia

Política Baiana

Farol News

Notícia SAJ

Fé Católica News

Gov Bahia

Centro Gemológico da Bahia e Senai promovem cursos de Lapidação semi-mecânica
O Centro Gemológico da Bahia (CGB), em parceria com o Senai da Bahia, promoverá curso de Lapidação Semi-mecânica básica, de 4 de outubro a 1 de novembro, e Lapidação semi-mecânica avançada, de 8 de novembro a 6 de dezembro. Os cursos serão 100% presencial, respeitando as medidas protetivas contra o Covid-19. O órgão, vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), está em novo endereço desde agosto, na rua Gregório De Mattos, 27, Pelourinho.
Links:
Bahia BA

Portal SBN

Notícia Livre

Subúrbio Online

Notícias Bahia

Bahia sem Fronteiras

Bahia de Valor

Costa do Cacau

Bomba Bomba

Informe Baiano

Portal Rádio Repórter

A Gazeta Bahia

Bahia Jornal

Dimas Roque

O Quê Notícias

Gov Bahia

ESTADO S. PAULO
Estados mudam leis para atrair empresas

GLOBO NEWS
Uso de energia solar cresce 33% de janeiro a setembro

G1
Com bandeira tarifária mais cara, energia solar é alternativa de economia para o agronegócio
Em 2020 a agropecuária representou 13,2% da potência instalada do país, um crescimento de 64% em comparação com o ano anterior e cenário deve seguir em expansão

VALOR
Brasil registra 14% de energia produzida por eólicas, suficiente para suprir o Nordeste
Segundo o sócio-diretor da TCE Energia, hidrelétricas responderam por 46% do consumo, enquanto termelétricas corresponderam a 25,5%