Saiu na Mídia

05/03/2021 – SEXTA-FEIRA

Museu Geológico da Bahia completa 46 anos com acervo que revela mundo mágico e descobertas fantásticas

Vinte e sete mil peças, fragmentos de um mundo fabuloso e provas concretas de descobertas fantásticas, foram se juntando ao longo dos últimos 46 anos e dão vida hoje ao acervo do Museu Geológico da Bahia (MGB), que celebra mais um ano de fundação nesta quinta-feira (04). Desde 1975, o museu, que pertence à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) e abriga resquícios meteorológicos, geológicos, minerais e arqueológicos do território baiano, recebe visitantes curiosos em conhecer fósseis e réplicas gigantes de animais pré-históricos, corpos celestiais, cristais preciosos e a origem do Universo. O cenário precisou mudar ano passado, com a chegada da pandemia da Covid-19, quando o MGB fechou as portas para visitações presenciais, mas abriu uma importante conexão com o público via web: o “tour virtual”, acessível no site oficial do museu (www.mgb.ba.gov.br).

Informe baiano
Catado de Cultura
Bahia Jornal
Notícia Livre
Notícias Bahia
Jack Comunica
Costa do Cacau
Alo Alo Bahia
Sua Cidade em Revista
Tribuna Recôncavo
Blog do Thame
Bomba Bomba

VAREJO BAIANO PERDEU 4,1 MIL ESTABELECIMENTOS DO COMÉRCIO EM 2020

De acordo com levantamento realizado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o saldo entre aberturas e fechamentos de loja com vínculos empregatícios no comércio varejista baiano ficou negativo em 4,14 mil unidades em 2020 – maior retração na quantidade de estabelecimentos com estas características desde 2016 (-3,09 mil). O dado segue em linha com a retração de 6,7% nas vendas do varejo em 2020, conforme calculado pela Fecomércio-BA. O faturamento atingiu 102 bilhões de reais, o pior resultado em uma década.