Governo do Estado divulga resultado do edital para habilitar fabricantes de máscaras artesanais de proteção facial

Foi divulgado, nesta terça-feira (14), o resultado do edital do Governo do Estado para habilitar fabricantes de máscaras artesanais de proteção facial. Foram cadastrados o total de 603 empreendimentos, em todos os 27 Territórios de Identidade da Bahia, sendo 220 associações, 33 cooperativas, 308 microempresas e 42 empresas. A lista dos empreendimentos habilitados está disponível nos sites www.car.ba.gov.br e www.sdr.ba.gov.br.

A habilitação dos fabricantes das máscaras foi realizada pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), que promoveu o edital em parceria com as Secretarias de Planejamento (SEPLAN) e de Desenvolvimento Econômico (SDE).

O potencial de produção instalado é de 9 milhões de máscaras artesanais em 30 dias, já que nesses empreendimentos foram identificadas 6.338 máquinas de costura apropriadas a este tipo simplificado de confecção, com 9.969 costureiras e costureiros em condições de trabalharem na fabricação desse importante EPI (equipamento de proteção individual).

De acordo com o secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro, esta ação é de extrema importância para tornar o uso de máscaras mais intensivo pela população: “Com o edital, criamos uma rede de instituições, empresas e microempresas que estão habilitadas a confeccionar máscaras em todos os territórios baianos. Portanto, queremos reforçar a importância do uso de máscaras para aquelas pessoas que precisam sair de casa”.

Para o superintendente de Atração e Desenvolvimento de Negócios da SDE, Paulo Guimarães, o edital teve um ótimo resultado, com quase 700 empreendimentos inscritos, o que permitirá a confecção de um grande número de máscaras reutilizáveis para distribuição à população e descartáveis para distribuição às unidades de saúde dos municípios baianos: “Isto permitirá que um grande número de profissionais do setor de confecções voltem a trabalhar durante a quarentena, prestando um serviço essencial na luta contra a Covid-19″.

Catálogo eletrônico
A partir desse resultado, a CAR vai publicar um catálogo eletrônico com o nome do empreendimento, sua localização, contato comercial e potencial produtivo das máscaras, cujo objetivo central é disponibilizar para as Prefeituras Municipais, Consórcios Públicos e para organizadores e promotores locais e regionais de campanhas de uso das máscaras, como meio efetivo de contenção da Covid-19, como tem orientado os diversos órgãos de controle da pandemia.

De acordo com o diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, com o catálogo em circulação, a expectativa é que os processos de produção de máscaras sejam mais facilitados e rápidos: “O objetivo do edital foi identificar essa rede de ofertantes, e, com o catálogo, aproximar de forma dinâmica, como o momento emergencial requer, os potenciais fornecedores dos contratantes”.

As instituições habilitadas poderão ser contratadas por diversos órgãos e secretarias do Governo, tanto para confeccionar as máscaras, com insumos providos pelo próprio Estado (tecidos, TNT, elástico e linha), obtidos de doações de empresas, clubes e outras instituições privadas, adquiridas no atacado, ou não, com todo material de responsabilidade das próprias instituições habilitadas.